Biblioteca Digital de Eventos Científicos da UFPR, III ENCONTRO DAS LICENCIATURAS REGIÃO SUL

Tamanho da fonte: 
O PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTRIBUIÇÕES DO PIBID DE GEOGRAFIA DA UNICENTRO/GUARAPUAVA, PR.
João Matheus Afinovicz de Lima, Carolaine Tabile, Cecilia Hauresko

##manager.scheduler.building##: Setor de Sociais Aplicadas
##manager.scheduler.room##: 05
Data: 12-11-2019 04:00  – 04:15
Última alteração: 31-10-2019

Resumo


Os programas criados com o objetivo de beneficiar a formação de acadêmicos das licenciaturas são fundamentais para o ganho de autonomia e experiência pelos alunos, na atuação em sala de aula. Este programa também contribuí para uma aproximação entre a Universidade e a Educação Básica. Por isso, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) é um dos programas federais, desenvolvidos na Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) no Curso de Geografia, através das parcerias estabelecidas com a Secretaria de Educação do Estado do Paraná, Núcleo Regional de Educação de Guarapuava e os Colégios Estaduais de ensino público sendo: Colégio Manoel Ribas e Colégio Antônio Tupy Pinheiro, que tem alcançado resultados bastante positivos, principalmente, em termos de formação inicial docente. Nesse sentido, o presente trabalho visa analisar como o Pibid contribui na formação inicial de professores do curso de Geografia da Unicentro, no campus Cedeteg/em Guarapuava e, pela experiencia que trazemos sendo pibidianos, podemos atestar que o Pibid proporciona aos sujeitos envolvidos um contato mais intenso com a realidade escolar e suas complexidades, dando oportunidade, de participarem diretamente de um rico processo de formação de futuros professores. Para a elaboração desse trabalho foi feita uma revisão bibliográfica sobre o histórico do Programa e seus objetivos, observando as modificações pelas quais ele passou, ao longo de mais de uma década. É possível verificar que o Pibid é um programa importante, sobretudo por possibilitar o estreitamento do diálogo entre escola e universidade, além de contribuir para o fortalecimento das licenciaturas, em um contexto histórico-político pouco favorável à formação e à concretização de programas de apoio à formação docente no Brasil, como o PIBID. Com relação às experiencias dos pibidianos, os relatos dos bolsistas sobre o PIBID demostram, claramente, a necessidade de manutenção e ampliação do número de bolsistas nas Licenciaturas e no caso particular, na Geografia. Observa-se que a inserção dos pibidianos nas escolas por meio das atividades do Pibid proporcionou aos acadêmicos da licenciatura a experiência de passar pela formação pedagógica que ocorre nas escolas, muito antes de ser um professor formado.

Palavras-chave


Ensino, Geografia, PIBID, formação inicial.

Referências


ANDRADE, Wellington S. de., BAITZ, Ednice de Oliveira F. O pibid e a formação do professor de geografia na uneb - campus xi. Revista de Ensino de Geografia, Uberlândia, v. 7, n. 13, p. 22-38, jul./dez. 2016.

BRASIL, 2007. Portaria Normativa no 38, de 12 de dezembro de 2007. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID. Diário Oficial da União, n. 239, seção 1, p. 39, 2007. Disponível em: Acesso em: 05 de ago. 2019.

BRASIL. Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior – CAPES. Portaria no 096, de 18 de julho de 2013. Dispõe sobre o aperfeiçoamento e atualização das normas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência – PIBID. Diário Oficial da União – República Federativa do Brasil – Imprensa Nacional, Brasília, no 140, p. 11, 23 de julho de 2013. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2019.

CASTROGIOVANNI, A. C. Espaço geográfico, escola e os seus arredores: descobertas e aprendizagens. In: CALLAI, H. C. Educação geográfica: reflexão e prática. Ijuí: Ed. Unijuí, 2011.

HAMMES, C. C. FORSTER, M. M dos S, CHAIGAR, V. A. M. A formação de professores, a integração curricular e a Geografia: o lugar-escola como espaço de acontecimentos. In: TONINI, I.M. (org) O Ensino da Geografia e suas composições curriculares. Porto Alegre. Ufrgs, 2011.

KAERCHER, Nestor André. A geografia é o nosso dia-a-dia. In: CASTROGIOVANNI, A.C.; CALLAI, H.C; KAERCHER, N.A; SCHAFFER, N.O.. (Org.). Geografia em sala de aula - práticas e reflexões. 4ed.Porto Alegre: Editora da UFRGS- Associação de Geografos Brasileiros- seção Porto Alegre, 2003, pg. 11.

JR, G. R,; SCHAFFER, N.O.; KAERSHER, N. A. A Geografia no ensino médio. . In: CASTROGIOVANNI,A.C.; CALLAI,H.C; KAERCHER, N.A; SCHAFFER, N.O.. (Org.). Geografia em sala de aula - práticas e reflexões. 4ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS- Associação de Geografos Brasileiros- seção Porto Alegre, 2003, pg. 170.

SOMMA, Miguel L. Alguns problemas metodológicos no ensino da geografia. In: CASTROGIOVANNI,A.C.; CALLAI,H.C; KAERCHER, N.A; SCHAFFER, N.O.. (Org.). Geografia em sala de aula - práticas e reflexões. 4ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS- Associação de Geografos Brasileiros- seção Porto Alegre, 2003, pg. 164.

STEINKE, Ercília , GOMES, Karina F. Instrumentação para o ensino de temas em climatologia com material multimídia. Revista Didácticas Específicas. Universidade de Brasília, 2011.

VEIGA-NETO, A. J. Interdisciplinaridade: uma moda que está de volta? Porto Alegre: SMED, 1997.

Um cadastro no sistema é obrigatório para visualizar os documentos. Clique aqui para criar um cadastro.