Biblioteca Digital de Eventos Científicos da UFPR, III ENCONTRO DAS LICENCIATURAS REGIÃO SUL

Tamanho da fonte: 
ESCOLA E COMUNIDADE: A IMPORTÂNCIA DE CONHECER A REALIDADE DO ENTORNO ESCOLAR PARA UM MELHOR DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM
Rafaela Fan Borges, Luiz Guilherme Lucho de Araújo, João Victor da Silveira Verçosa, Ailton Jesus Dinardi

##manager.scheduler.building##: Setor de Sociais Aplicadas
##manager.scheduler.room##: 206
Data: 12-11-2019 01:15  – 01:30
Última alteração: 31-10-2019

Resumo


Dentre os objetivos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) encontra-se a inserção dos licenciandos no cotidiano de escolas, proporcionando-lhes oportunidades de criação e participação emexperiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador einterdisciplinar que busquem a superação de problemas identificados no processo deensino-aprendizagem. Esta busca pela superação dos problemas no processo de ensino-aprendizagem, muitas vezes centra-se no processo, de forma específica, disciplinar, não levando em consideração as questões humanas, sociais, comunitárias e do entorno das escolas, que também permeiam e influenciam nestes processos, pois segundo Veiga (2004, p. 18) “o ensino exige a apreensão da realidade. Não se pensa o ensino desconectado de um contexto social mais amplo”. Com esta visão, de que o entendimento do processo passa por conhecer a realidade mais ampla, o primeiro desafio do núcleo Ciências da Natureza de um subprojeto multidisciplinar do PIBID, foi, através de um levantamento sócio antropológica, conhecer a comunidade escolar, ou seja, conhecer um pouco mais de perto, os professores, os alunos, os funcionários, a equipe diretiva e a comunidade do entorno. Segundo Sanfelice (2006), a história da educação no Brasil é um contínuo de grandes exclusões, sendo que o objetivo desta pesquisa foi ir contra esta perspectiva e incluir a todos na elaboração de propostas pedagógicas para a escola.Para conhecer a comunidade do entorno e entender a sua realidade social e o envolvimento ou não de seus moradores, com as questões relacionadas a escola, foi elaborado um questionário, com questões semiestruturadas e coletado dados em 64 moradias do entorno. Estabeleceu-se como público alvo, os moradores das quatro quadras de cada lado da escola, com o sorteio de 16 casas/lado, totalizando 64 casas ao final da pesquisa.Após análise e discussão, os dados foram expostos para a comunidade escolar, professores, equipe diretiva e funcionários. Para a comunidade, a escola vem perdendo sua qualidade ao longo do tempo; sendo convidada pela direção para as datas festivas, mas não para debater as questões educacionais, sendo que grande parte das famílias entrevistadas tiveram ou tem filhos estudando na escola.O principal resultado deste trabalho foi compreender a importância de se conhecer o local onde se trabalha, ouvindo a todos para a formulação de normativas mais eficazes como por exemplo, propor ajustes no Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola, pois somente assim este instrumento cumpre seu papel de ser político, pedagógico edemocrático, indo de acordo com todos aqueles que convivem no ambiente escolar.


Palavras-chave


realidade; ensino; pesquisa; comunidade

Referências


SANFELICE, J. L. Inclusão educacional no Brasil: limites e possibilidades. Campinas: Revista da educação PUC-Campinas, 2006. P. 29-40.

 

VEIGA, I. P. A. Dimensões do processo didático na ação docente. In: ROMANOWSKI, J. P.; MARTINS, P. L. O.; JUNQUEIRA, S. R. A. (Org.). Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. Curitiba: Champagnat, 2004. p. 13-30. v. 1.


Um cadastro no sistema é obrigatório para visualizar os documentos. Clique aqui para criar um cadastro.